sexta-feira, 18 de abril de 2014

Veja programação católica da Semana Santa em Guarabira-PB

Estatua de Frei Damião, em Guarabira (Foto: Walter Rafael/Divulgação Secom-PB)
Quinta-feira Santa (17 de abril)
8h30 - Missa dos Santos Óleos
10h - Confissão individual até meio-dia
14h30 - Confissão individual até 17h
20h - Adoração ao Santíssimo
Sexta-feira Santa (18 de abril)
0h - Procissão do Silêncio para a Capela da Rua Prefeiro Manoel Lordão
4h30 - Via Sacra saindo da Capela do bairro Santa Terezinha para o Bairro do Juá
8h30 - Início das confissões individuais
12h - Ofício da Agonia
15h - Celebração da Paixão do Senhor
17h - Procissão do Senhor Morto na Av. Dom Pedro II
20h30 - Apresentação da Paixão do Senhor
Sábado Santo (19 de abril)
21h - Vigília Pascal
Domingo de Páscoa (20 de abril)
8h30, 16h e 19h - Missa de Páscoa da Ressurreição do Senhor

Celebrações da Semana Santa devem atrair mais de 160 mil fiéis ao Vale do Paraíba

A maioria dos fiéis terá como destino o Santuário Nacional de Aparecida.
Na Canção Nova, o destaque é o Acampamento da Semana Santa.


Cidades do circuito religioso do Vale do Paraíba, Aparecida e Cachoeira Paulista esperam atrair, até domingo (20), mais de 160 mil fiéis durante o feriado prolongado para as celebrações da Semana Santa. A maioria terá como destino o Santuário Nacional, maior templo católico do país.
Durante o período do Tríduo Pascal, nesta sexta-feira (18) e sábado (19), aproximadamente 91,2 mil pessoas devem visitar a basílica, e no domingo de Páscoa, 49 mil fiéis são esperados.

Na Canção Nova, em
 Cachoeira Paulista, o destaque é o Acampamento da Semana Santa, que teve início na última quarta-feira (16) e espera atrair 20 mil católicos até domingo. Nesta quinta-feira (17) será celebrada a missa de Lava-pés, às 20h40, em memória à última ceia de Jesus, quando lavou os pés dos seus discípulos.Às 15h desta sexta-feira (18) vai acontecer a celebração da Paixão de Cristo e às 17h a procissão do Enterro. No sábado, às 9h, terá a celebração das Dores de Maria e a Vigília Pascal a partir das 20h. No domingo as missas começam às 5h30 e, a partir das 8h, acontecem a cada 2h até as 18h. (confira a programação completa)
"É um momento oracional em que a cruz vai caminhar pelo povo, representando as 14 estações da Via Sacra", afirmou o padre Márcio José dos Prado, vice-reitor do Santuário do Pai das Misericórdias.Na sexta-feira santa, a 'Celebração da Paixão do Senhor' será presidida às 15h pelo fundador da Canção Nova, Jonas Abib. À noite, às 21h, acontece a meditação da Via-Sacra, momento para recordar o caminho percorrido por Jesus até o calvário.
Sábado (19) o rito litúrgico segue com a missa da Vigília Pascal, às 21h. O evento termina no domingo (20) com a missa de Páscoa, às 16h. O padre destacou a importância da participação dos fiéis nas celebrações durante o período. "A ressurreição de Cristo, celebrada neste período, é o centro da fé católica, representa esperança para o povo de Deus", disse.

Dilma vai de 40% para 37% mas ainda ganha no primeiro turno, diz Ibope

Ela venceria no 1º turno contra Aécio e Campos ou contra Aécio e Marina.
Pesquisa foi realizada entre quinta (10) e segunda (14) em 140 municípios.


As intenções de voto na presidente Dilma Rousseff (PT) variaram de 40% em março para 37% neste mês, mas ainda assim ela venceria a eleição no primeiro turno se tivesse hoje como adversários Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) ou Aécio Neves e Marina Silva (PSB), além de outros sete candidatos de pequenos partidos, informa pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (17).
Um candidato vence uma eleição no primeiro turno quando a soma dos votos válidos dos rivais é inferior ao total de votos que ele recebeu. Para a Justiça Eleitoral, os votos válidos excluem brancos e nulos. As candidaturas para a eleição 2014 somente serão oficializadas em junho, mês em que os partidos terão de realizar convenções para escolher os nomes que concorrerão.
De acordo com o Ibope, Dilma acumula 37% tanto no cenário com Aécio e Campos quanto no cenário com Aécio e Marina – na última segunda-feira (14), o PSB anunciou a chapa com o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos como pré-candidato a presidente e a ex-senadora Marina Silva como vice. Até 20 dias do primeiro turno da eleição, marcada para 5 de outubro, os partidos podem trocar de candidato.
No primeiro cenário, com Eduardo Campos, os números são os seguintes:
- Dilma Rousseff (PT): 37%
- Aécio Neves (PSDB): 14%
- Eduardo Campos (PSB): 6%
- Pastor Everaldo (PSC): 2%
- Denise Abreu (PEN): 1%
- Randolfe Rodrigues (PSOL): 1%
- Eymael (PSDC): 0%
- Levy Fidélix (PRTB): 0%
- Mauro Iasi (PCB): 0%
- Eduardo Jorge (PV): 0%
- Brancos e nulos: 24%
- Não sabe/não respondeu: 13%
No segundo cenário, com Marina Silva como candidata do PSB, os percentuais são:
- Dilma Rousseff (PT): 37%
Aécio Neves (PSDB): 14%
- Marina Silva (PSB): 10%
- Pastor Everaldo (PSC): 2%
- Denise Abreu (PEN): 1%
- Randolfe Rodrigues (PSOL): 1%
- Eduardo Jorge (PV): 1%
- Eymael (PSDC): 0%
- Levy Fidélix (PRTB): 0%
- Mauro Iasi (PCB): 0%
- Brancos e nulos: 23%
- Não sabe/não respondeu: 12%
A pesquisa ouviu 2.002 pessoas com mais de 16 anos em 140 municípios entre as últimas quinta (10) e segunda (14). A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos – isso significa que a intenção de voto em um candidato com 10%, por exemplo, pode variar entre 8% e 12%. O levantamento tem nível de confiança de 95% e está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o protocolo BR-00078/2014.

Com Dilma, Aécio e Eduardo Campos, a presidente somaria 39%, contra 16% e 8% dos outros dois, respectivamente. Brancos e nulos seriam 26% e não sabe/não respondeu, 11%.
Trio de candidatos

O Ibope também testou cenários em que apresentou aos eleitores uma lista somente com os prováveis candidatos de PT, PSDB e PSB, sem os nomes dos postulantes dos pequenos partidos.
Contra Aécio e Marina, Dilma teria os mesmos 39%. O tucano com 15% e Marina, com 13%. Brancos e nulos somariam 23% e não sabe/não respondeu, 10%.
Por região
A pesquisa indica que, por região do país, o melhor desempenho de Dilma está no Nordeste, onde ela aparece com 51% das intenções de voto. O pior é na região Sul (29%). Aécio tem o melhor índice no Sudeste (20%), onde Dilma acumula 31%. A região onde o tucano tem menos intenções de voto é o Nordeste (8%). Eduardo Campos tem mais preferências no Nordeste (10%). Nas demais regiões (Norte/Centro-Oeste, Sudeste e Sul), aparece com 4% em cada uma.
No cenário com Marina, Dilma tem mais intenções de voto no Nordeste (53%) e menos no Sul (28%). Nesse cenário, Aécio tem 19% no Sudeste e 7% no Nordeste. Marina Silva tem o melhor desempenho no Sul (14%) e o pior, no Norte/Centro-Oeste e no Sudeste (9% cada).
Por renda
Por critério de renda, a pesquisa mostra que Dilma tem a taxa mais elevada entre os que ganham até um salário mínimo (52%) e a mais baixa entre os que ganham mais de cinco salários mínimos (26%). O desempenho de Aécio é o inverso – o tucano tem mais preferências na faixa de mais de cinco mínimos (26%) e menos na de até um salário mínimo (7%). Eduardo Campos tem as intenções de voto mais distribuídas entre as faixas de renda: 6% (mais de cinco mínimos), 4% (de dois a cinco); 6% (de um a dois); 8% (até um).
No cenário com Marina no lugar de Campos, Dilma tem 54% entre os que ganham até um mínimo e 26% na faixa de mais de cinco mínimos. Aécio tem 23% (mais de cinco mínimos) e 7% (até um salário mínimo). Marina Silva alcança a taxa mais alta entre os de renda mais elevada (14% entre os que ganham mais de cinco mínimos) e a mais baixa entre os de renda de até um mínimo (7%).
Espontânea
Na parte da pesquisa que afere a opção do eleitor sem que tenha sido apresentada a ele uma lista de possíveis candidatos, 23% disseram espontaneamente que votarão em Dilma; 7% em Aécio; 6% em Lula; 4% em Marina; 2% em Eduardo Campos; 1% em José Serra; e 2% em outros candidatos com menos de 1% das intenções de voto. Na pesquisa espontânea, brancos e nulos somam 19% e não sabem/não respondeu, 37%.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Pesquisa Vox Populi indica estabilidade de Dilma Aécio e Campos

Pré-candidatos tiveram oscilação de apenas um ponto percentual em relação a pesquisa de fevereiro; com 40% das intenções, Dilma venceria no primeiro turno.

A presidente Dilma Rousseff (PT), pré-candidata à reeleição, se manteve estável e, com a oscilação de apenas um ponto percentual tem 40% das intenções de votos. As informações são da pesquisa Vox Populil divulgada na noite desta quarta-feira, 16 pela Carta Capital. O levantamento mostra que, juntos, os rivais Aécio Neves (PSDB), Eduardo Campos (PSB) e Pastor Everaldo Pereira (PSC) totalizam 26% das intenções de voto.

Em segundo lugar, está Aécio, que também oscilou um ponto para baixo - de 17% para 16%. Campos tem 8% - ante 6% em fevereiro. Pastor Everaldo tem 2% das intenções de voto. As oscilações apresentadas na pesquisa, em relação ao levantamento anterior, estão dentro da margem de erro de 2,1 pontos percentuais.

Dilma-PT-40%
Aécio-PSDB-17%
Campos-PSB-8%
Pr.Everaldo-PSC-2%
Branco ou nulos-15%
Não sabe ou não vota-18%

O levantamento foi realizado entre os dias 6 e 8 de abril, antes de Campos oficializar o nome de Marina como pré-candidata a vice em sua chapa. Levy Fidelix (PRTB), Randolfe Rodrigues (PSOL), Eymael (PSDC) e Mauro Iasi (PCB) não pontuaram. Na pesquisa anterior, todos os candidatos considerados "nanicos" não somavam mais de 1% nas intenções de voto.

Votos em branco ou nulos se mantiveram em 15% na pesquisa divulgada nesta quarta. O número dos que não sabem em quem votar ou que não responderam à pesquisa é de 18% - ante 20% no levantamento anterior.

Foram ouvidos 2.200 eleitores em 161 municípios de todos os Estados, menos Roraima, e no Distrito Federal. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral no último dia 11, sob o número BR-00075/2014.

Carta Capital

terça-feira, 15 de abril de 2014

''POLITICA : SÓ QUEM ESTÁ DENTRO O ENTENDE"

Wilson Santiago diz que confia na Justiça para retomar vaga no Senado.

Coletiva Wilson Santiago  (Foto: Jhonathan Oliveira)
Nesta sexta-feira (11/11/2011) o ex-senador Wilson Santiago (PMDB-PB) falou pela primeira vez desde que deixou o mandato no Senado Federal. Ele concedeu uma entrevista coletiva e foi enfático ao dizer que confia na Justiça para retornar ao cargo. Santiago disse acreditar que sairá vitorioso em duas ações que estão tramitando no Supremo Tribunal Federal e no Tribunal Superior Eleitoral que contestam a posse de Cássio Cunha Lima (PSDB-PB).
 Santiago também afirmou que seus advogados encontraram brechas que provam que Cássio Cunha Lima continua inelegível. “O direito é claro e diz quem quem é inelegível não pode ter mandato”, completou.Wilson Santiago deixou o mandato de senador na última terça-feira (8). O Supremo Tribunal Federal determinou que Cássio Cunha Lima fosse empossado. Candidato mais votado nas eleições do ano passado, o tucano havia sido barrado em função da Lei da Ficha Limpa, mas ganhou o direito de assumir depois que o STF determinou que a norma não é válida para as eleições de 2010.

“Sou ficha limpa e por ser ficha limpa continuarei lutando pelo mandato. Assim que a Justiça se pronunciar o povo paraibano terá de volta um mandato legítimo”, disse Wilson Santiago.

Durante a entrevista, Santiago também falou sobre a possibilidade de assumir o cargo no governo da presidente Dilma Rousseff (PT). Ele afirmou que esteve em contato com ela duas vezes nos últimos dias e que esse assunto nunca foi discutido. Mas adiantou que não tem interesse em ir para o governo federal. O peemedebista informou que tem um mandato no Parlamento do Mercosul (Parlasul) até 2014 e isso vedaria seu ingresso em uma vaga de auxiliar da administração presidencial.

“Prefiro continuar no Parlasul, porque lá poderei dar sequência no trabalho de ajudara a Paraíba e o Brasil”, declarou o ex-senador.

Balanço do mandato 

Wilson Santiago também fez um balanço dos pouco mais de nove meses como senador. Ele disse que nesse período apresentou 12 matérias, entre projetos de lei e de emendas constitucionais.

Ele citou como mais importantes a PEC que pede o fim do foro privilegiado e o projeto para inibir pesquisas eleitorais fraudulentas.
E hoje se perguntamos o que ele diria ?
Santiago hoje não está mais no PMDB, migrou para o PTB, mais continua alvejando uma vaga no Senado, e Cunha Lima pre-candidato ao governo da Paraíba anda a dizer que Santiago pode ser seu candidato a senador nas eleições deste ano.
Vamos aguardar, em breve saberemos.

VOTAÇÃO DE CADA CANDIDATO PARA SENADOR EM 2010:
1º-Cássio Cunha Lima-PSDB-1.004.183
2º-Vital do Rego Filho-PMDB-868.501
3º-Wilson Santiago-PMDB-820.652
4º-Efraim Morais-DEM-692.451
5º-Vital Farias-PCB-58.460
6º-Marcos A.O.Dias-PSOL-16.967

Perdão e parcelamento de dívidas com IPVA e licenciamento beneficiam mais de 356 mil usuários na PB

Proprietários de motocicletas de até 150 cilindradas ou de outros tipos de veículos com inadimplência têm até o dia 31 de maio para aproveitar os benefícios de Medida Provisória 215, do governador Ricardo Coutinho. Publicada na edição do Diário Oficial do dia 30 de dezembro do ano passado, a MP dispõe sobre a remissão de créditos tributários relativos ao IPVA e taxas de serviço do Departamento Estadual de Trânsito para as motocicletas de baixa cilindrada e permite o parcelamento das dívidas referentes ao IPVA e taxas do Detran para todos os proprietários dos demais veículos.
Para as motocicletas até 150 cilindradas, o Governo do Estado concedeu o perdão das dívidas referentes ao IPVA, taxa de prevenção contra incêndio, taxa de licenciamento anual e taxa diária (no caso de veículos recolhidos ao pátio).
O perdão é para dívidas até 31 de dezembro de 2013. Para ser beneficiado pela MP o proprietário só precisa quitar o licenciamento 2014 e terá o perdão da dívida dos exercícios anteriores.
A MP só não perdoa dívidas referentes às infrações no trânsito, que devem ser quitadas. Já para os proprietários dos demais veículos, a Medida Provisória dá a chance de parcelar a dívida em até 12 meses. O prazo de parcelamento depende do número de exercícios financeiros com inadimplência. Quem está com um ano de inadimplência poderá pagar em até 4 parcelas. Para dois anos de inadimplência, o prazo para parcelamento da dívida é de seis meses.
Quem acumulou três anos de inadimplência junto ao Detran e à Receita Estadual poderá parcelar a dívida em até 8 meses e os proprietários de veículos que deixaram de pagar o licenciamento por 4 ou mais exercícios financeiros poderão parcelar a dívida em até 12 meses. O Detran alerta que, ao optar pelo parcelamento dessa dívida, o proprietário só poderá fazer transferência de propriedade ou do domicílio para outra unidade da federação após a quitação das parcelas.
Segundo levantamentos do Detran, dos 988 mil veículos da frota paraibana, mais de 356 mil estão com o licenciamento em atraso e seus proprietários podem aproveitar os benefícios da Medida Provisória comparecendo a uma das unidades do órgão até o dia 31 de maio. Desta forma, os proprietários estarão livrando os veículos da situação de irregularidade, a fim de que possam circular livremente, sem riscos de apreensão de multas.
Os benefícios da referida Medida Provisória só podem ser utilizados pelo proprietário para um veículo. Uma equipe do Detran participa de todas as plenárias do Orçamento Democrático Estadual (ODE) a fim de esclarecer eventuais dúvidas dos usuários sobre os benefícios da Medida Provisória e outros serviços disponibilizados pelo órgão.

segunda-feira, 14 de abril de 2014

ME INCLUAM FORA… RAMALHO LEITE



Quando leio os acontecimentos da política paraibana nos dias atuais, chego a conclusão de fiz muito bem em não tentar voltar a uma cadeira parlamentar. Aproveitei bem o meu tempo, dei a minha contribuição, por mais modesta que tenha sido e a encerrei com o advento da nova Constituição Estadual. Os tempos eram outros. O parlamentar era respeitado e o político estimado. Ao ocupar uma vaga  na Câmara Federal  já no pós-Collor, vivi o inicio da era da  deteriorização da imagem da classe.  Sempre que saia à rua, mesmo em Brasília, tinha a preocupação de retirar da lapela o broche que identifica o membro do Congresso Nacional. Em Fortaleza, era  diretor do Banco do Nordeste  e para facilitar o ingresso em um estacionamento oficial mostrei minha identidade parlamentar. O guarda olhou com desdém e comentou:
- Vocês tão levando os tubos…passa! Deveria estar se referindo aos subsídios dos parlamentares. Foi  a ultima vez que  exibi a carteirinha que tanto me orgulhou conquistá-la.
Vivi outros tempos. Era vice-lider do Governo Ivan Bichara. Antes de ir ao aeroporto recepcionar Antonio Mariz que anunciava uma dissidência contra a decisão do Planalto que escolhera Burity para governador indireto,  renunciei ao posto. A dissidência foi consumada e não houve pressão, aceno, vantagens oferecidas que demovessem os nossos propósitos.Todos os deputados dissidentes permaneceram firmes até o final da disputa.E se vivia o auge do poder militar.
Os convencionais, mesmo confinados no Hotel Tropicana e arrebanhados em grupos para a convenção na AL, votaram com independência e perdemos por muito pouco. Essa posição me custou o mandato, reconquistado, porém, quatro anos depois.
Agora tudo mudou. Os apoios duram pouco e mudam com o vento. Basta que sopre uma melhor vantagem vindo de outra direção. As desculpas são as mais esfarrapadas. E às vezes, românticas. Se fala em namoro, noivado e casamento como  fases preparatórias da união política.  Mas basta uma das partes não concordar com o regime da comunhão de bens e o casamento se  desmancha.
O debate chega a ser impróprio para menores. Nas ofensas, até o reino animal é atingido. Como hoje em dia sou um leão sem dentes, me incluam fora dessa arena. ( Do Livro EM PROSA E NO VERSO- Republicado por incorreção dos personagens)

RAMALHO LEITE